Ir para o conteúdo <!-- ClassCommunityPlugin not in a profile -->

Thin logo

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

ARI Notícias

24 de Julho de 2014, 19:36 , por Desconhecido - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Victória Andrade aluna do curso de Direito em mobilidade na Universidade do Porto

18 de Junho de 2018, 11:15, por Ana Elisa Rocha

A mobilidade está chegando ao seu fim e a saudade começa a apertar, saudade de casa mas já saudade das coisas que vivi por aqui. Acho que nenhuma mensagem poderia transmitir a minha gratidão por ter tido a oportunidade de passar por essa experiência, os amigos que fiz e as coisas que passei vão ficar no meu coração pra sempre, cheguei completamente sozinha e acabei formando uma segunda família de amigos, com certeza vai ser difícil se despedir, mas tenho a certeza que agora tenho uma casa e um pedaço de mim em cada canto do nosso país. Além disso, pude conhecer lugares como Itália e Escócia que sempre sonhei em visitar, além de me surpreender com países como Malta e Irlanda que não estavam nos planos mas superaram todas as expectativas que eu poderia ter. 
Estudar na Universidade do Porto também foi uma experiência incrível, pude me apaixonar por matérias de criminologia e estudar de forma aprofundada matérias como a Justiça Restaurativa que me trouxe uma nova visão do Direito que acredito ser essencial para a realidade do nosso país.
Ao final desse semestre, tenho a certeza que a mobilidade é muito maior que uma experiência meramente acadêmica, os amigos que fiz, as coisas que passei e a diversidade de culturas que pude conhecer, me fizeram crescer como pessoa e comecei a encarar o mundo de outra forma, as vezes ficamos tão presos na nossa realidade que esquecemos da imensidão de coisas que acontecem fora dela, a mobilidade definitivamente é um dos meios mais incríveis de ampliar os nosso horizontes.

Obrigada mais uma vez por todo o cuidado durante esse período, sou eternamente grata por tudo!

Beijos, Victória Gonçalves.

 

Be4bd673 a2e2 4e69 884a 648ab2837699
21142bf7 3c26 48d6 bd3a 8e7ff152352f
E81640e2 ce41 458e b08f 1fbd75af056a
38ff0d41 f089 490d 842d 796e8601fa5f


Catarina Araújo - aluna do Curso de Letras na UCSal e em mobilidade na Universidade do Porto

13 de Junho de 2018, 19:20, por Ana Elisa Rocha



Rodrigo Armando Tavares - aluno do curso de direito que faz intercâmbio na Universidade Portucalense no Porto

6 de Junho de 2018, 12:07, por Ana Elisa Rocha
"O intercâmbio está sendo uma experiência incrível. Entrar em contato com diversas culturas e pessoas é muito engrandecedor, a todo momento estamos expostos a novidades e com o tempo vamos nos acostumando a esse estilo de vida, muito peculiar de alunos intercambistas, de uma nova forma de ensino, de conciliar estudos com viagens, lazer, etc. Ganhamos mais experiências, responsabilidade, amadurecemos. 
A Portucalense foi uma instituição incrível desde o princípio, me acolheram super bem, tanto professores como alunos. Possui ótimas estruturas prediais, com amplas salas e corpo docente muito capacitado. 
Fico muito feliz de ter tido a oportunidade dessa experiência como dita anteriormente incrível. Quando saímos assim para o mundo, realidades bem distantes da qual sempre vivemos, crescemos de uma forma muito intensa, tanto pessoal como intelectualmente, ao menos no meu caso foi assim, e muito disto, devo a UCSAL pro ter me proporcionado esse período aqui. Está chegando ao fim, e tenho a certeza de que aproveitei muito bem toda a minha estada em Portugal, os benefícios de estudar na UPT e levarei sempre comigo as lembranças dos dias incríveis que vivi viajando por cidades que sempre sonhei conhecer."
 
Foto 3
Foto 2
Foto 4
Foto 5
Foto 6
Foto 7 
Foto 9 
Foto 8 

 

 

 

 



Marcelo Lessa do curso de Nutrição em mobilidade na Universidade do Porto

30 de Maio de 2018, 12:25, por Ana Elisa Rocha

"Eu finalmente viajei e conheci a Espanha e a França... Essa semana comecei a fazer meus exames e caso não me saia bem, teremos a semana de recursos daqui a duas semanas. Se passar em tudo, já não terei mais aulas. 

Descobri um lugar aqui que vende comidas típicas do Brasil, incluindo acarajé!!!!! Levei uma amiga da Colômbia pra experimentar e ainda fui com uma amiga de Salvador, que inclusive é amiga e mora com a Catarina, que também veio pra cá. Além disso, conheci mais uma cidade aqui de Portugal.

Está tudo bem por aqui, mas já estou ansioso pra voltar... Sinto saudade de tudo aí e das coisas que eu fazia na Ucsal. Com certeza essa é uma experiência de vida e sou muito grato por tudo, mas me sinto um pouco estagnado por meu curso não oferecer tantas possibilidades. Fora isso, estou feliz! Conheci várias pessoas e lugares que levarei comigo. A Universidade em si tem uma estrutura incrível e recepciona muito bem os alunos estrangeiros (acho que eu conheci mais brasileiro do que português hahaha). 

Tô me dedicando pra tentar passar logo em todas as matérias e ficar livre, não precisar ir pros recursos. 

Abraços!!"

 

 Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34
 Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34
 Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34
 Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34
Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34
 Whatsapp image 2018 05 29 at 13.34

 

 



Aluna Catarina Araújo do curso de Letras e está fazendo mobilidade na Universidade do Porto

29 de Maio de 2018, 12:30, por Ana Elisa Rocha

"O dia a dia na Universidade do Porto é um pouco diferente do Brasil. Uma das diferenças é que as aulas podem ser realizadas em turnos diferentes e com uma carga horária maior. Na segunda-feira, por exemplo, costumo ter aulas pela manhã e tarde, o que faz com que passe o dia inteiro na faculdade e almoce no restaurante universitário, e isso acaba tornando a rotina mais intensa.
Na faculdade de Letras os professores são quase sempre atenciosos e mostram disponibilidade para ajudar os alunos de mobilidade. As formas avaliativas se baseiam em apresentações orais ou artigos escritos e mais um exame. 
Durante o semestre, tivemos a semana acadêmica, a qual a cidade tem a tradição de celebrar com diversas atividades culturais, fora da faculdade, e que também possibilita uma pausa para fazermos viagens e conhecer outros lugares na Europa. 
Em Portugal a cultura brasileira é bastante apreciada, e é fácil encontrar um pouco de nós aqui; seja nas comidas ou na música. Embora demore um pouco para fazer amizade com os portugueses, porque são um pouco mais fechados, na faculdade a possibilidade de ter amigos internacionais é imensa. Em algumas das disciplinas compartilho com colegas da Inglaterra, República Checa, Venezuela e Espanha. É uma diversidade cultural muito interessante, e a qual gosto muito. 
Logo em julho estarei voltando para Salvador e com uma bagagem cultural que vale muito a pena para qualquer um. Aprendi a ser mais independente, cozinhar, viajar sozinha e um pouco de tudo com amigos de diversas partes.  No início é difícil se acostumar com a saudade de casa, mas agora que o semestre está acabando já tenho saudades daqui, e se despedir de tudo isso vai ser um pouco complicado, porém ao mesmo tempo muito feliz de ter vivido cada momento dessa incrível oportunidade."
 
06111e90 3f97 4854 9abc f6f738316733
2377ab64 19bb 41ae a2ef 728793be2005
9639e23f c10e 402b af30 448af9e3bb0f
Img 7839


Aluna de direito Luísa Dantas, que está fazendo mobilidade na Universidade de Burgos - Espanha

29 de Maio de 2018, 12:00, por Ana Elisa Rocha

"Hoje, 28/05/2018, faz 4 meses que entrei em um avião, disse "até logo" para minha família, meus amigos e tudo que eu conhecia e me joguei em um mundo novo, em busca de alguma coisa, que para falar a verdade não sei o que era. Mas queria dizer que eu encontrei isso que eu buscava, seja lá o que fosse, na verdade encontrei muito mais. Encontrei uma universidade acolhedora, que me permitiu estudar o Direito de uma outra maneira, e fez me apaixonar ainda mais pelo que escolhi estudar. As disciplinas que escolhi foram em geral voltadas para o Direito internacional, e isso só serviu para eu descobrir um pouco mais sobre mim e me dar uma noção da direção profissional que quero seguir. Vir para a Espanha foi a melhor decisão que poderia ter feito, aprendi não so o espanhol, como pude melhorar meu ingles e ter um primeiro contato com o italiano. As ultimas semanas me dediquei exclusivamente para estudar para os exames. Falta pouco tempo para me despedir desse mundo maravilhoso, dessa realidade que mais parece um sonho; não  não sei como poderei me despedir dos meus amigos e da independência que construí aqui. Mas sei que voltarei para casa com uma carga de conhecimento muito maior do que imaginaria ser possível, e com novas metas e objetivos. Esse pouco tempo que ainda tenho aproveitarei para estudar para os exames, e depois conhecer ainda mais a Espanha, esse país que agora vejo como minha segunda casa".
 
 
 
 
 


Rafael Almeida - Aluno de Engenharia Civil - Universidade do Minho

14 de Maio de 2018, 17:06, por Ana Elisa Rocha
"Descobrir as diferentes culturas é enriquecedor para qualquer homem. Atrelar tal descoberta a uma nova experiência  acadêmica tornou essa jornada ainda mais atrativa. 
A minha jornada começou em Fevereiro de 2018 em uma excelente Universidade portuguesa, situada na região do Minho, Norte de Portugal.  Está aprendendo com um corpo docente muito bem preparado e tendo uma estrutura muito boa para recepção dos estudantes fará todo o diferencial para a minha carreira profissional.  Estou tentando criar uma parceira entre uma grande empresa e UCSAL, espero poder contribuir para o crescimento da minha Universidade e estimular o desejo de novos alunos a experimentar a internacionalização. 
Abraços. "
 
20180224 150226
Img 20180427 wa0015

Img 20180303 wa0002

 

Img 20180216 wa0019


Marcelo Lessa - Nutrição na Universidade do Porto

16 de Abril de 2018, 19:07, por Ana Elisa Rocha

Eu sou o Marcelo, estudante de Nutrição da UCSAL. Estou em Porto, Portugal em mobilidade por 6 meses. Está sendo uma experiência incrível! Os professores e a estrutura da Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto é maravilhosa! Me senti bem acolhido pelos professores e pelos alunos. As aulas tem sido maravilhosas e estou tentando extrair o máximo de conhecimento que eu puder. Conheci vários estudantes de nutrição do Brasil e fiz amigos de outros países, como a Itália, Espanha e Colômbia. A cidade do Porto é simplesmente encantadora! Me sinto lisonjeado de ser o primeiro (de muitos) do meu curso em poder desfrutar dessa experiência que com certeza, que será muito enriquecedora profissionalmente e pessoalmente. Estar aqui tem me proporcionado muitas descobertas e muito autoconhecimento. Quero aproveitar para agradecer a toda equipe de Relações Internacionais da UCSAL, a reitoria e à coordenação do curso de Nutrição, que contribuíram para que tudo isso fosse possível! Espero voltar com grandes frutos pra minha Universidade e que os alunos do meu curso possam viver isso tudo futuramente.

Whatsapp image 2018 03 13 at 19.17
Whatsapp image 2018 03 13 at 19.17
Whatsapp image 2018 03 13 at 19.17
Whatsapp image 2018 03 01 at 12.35
Whatsapp image 2018 03 01 at 12.35
Whatsapp image 2018 03 01 at 12.35
Whatsapp image 2018 03 01 at 12.35 
 Whatsapp image 2018 03 13 at 19.36


Lucas Bahia - Engenharia Civil na Universidade do MInho

16 de Abril de 2018, 18:18, por Ana Elisa Rocha

Pouco mais de dois meses já se passaram desde que cheguei em Guimarães e já consigo sentir que essa é uma das melhores experiências que tive na minha vida. No início foi um pouco difícil adaptação por inúmeros fatores, como o clima muito frio, as chuvas constantes, adaptação com a alimentação, as divergências linguísticas, entre outros. Porém tudo isso é normal e faz parte de um intercâmbio e aos poucos a gente acaba se acostumando com as diferenças. Saí da primeira capital do Brasil para a primeira capital de Portugal. A cidade de Guimarães, ou cidade berço, mesmo sendo pequena é bastante completa, bem estruturada, tem quase tudo que uma cidade grande poderia oferecer e com um bônus de ser muito segura, tranquila, organizada, bonita e ainda possuir um dos custos de vida mais baratos de toda a Europa principalmente se comparada com cidades como Lisboa ou Porto. Aqui já tive a oportunidade de conhecer pessoas de vários lugares do mundo, e percebi também a importância da língua inglesa até mesmo em um país lusófono, muitas vezes acabo me comunicando mais em inglês com as pessoas do que com a própria língua local, principalmente por ter que conviver com muitos estudantes internacionais. Além disso também curso uma disciplina inteiramente na língua inglesa e uma outra parcialmente em inglês.  Quanto a universidade, superou muito minhas expectativas, primeiro porque eu a escolhi por um acaso, mas quando cheguei aqui encontrei uma das maiores universidades de Portugal no ramo da Engenharia, com uma estrutura enorme, um campus completo e moderno com todos os serviços acadêmicos possíveis disponíveis para mim de forma prática e fácil, alojamento, biblioteca com 7 andares, serviço de refeição, xerox, desporto, etc. Os cursos de engenharia da Universidade do Minho diferem do Brasil por serem cursos de Mestrado Integrado, ou seja, o estudante já se forma mestre em uma área específica da engenharia, por isso, a carga horária das disciplinas é o dobro do usual. Por fim estou muito feliz de estar tendo essa oportunidade única na minha vida e espero ainda aprender muito, conhecer muitas outras pessoas, viajar, me divertir e crescer profissionalmente e pessoalmente!

Lucas Bahia - Engenharia Civil

 

 

 

 



A MINHA EXPERIÊNCIA NO BRASIL

9 de Abril de 2018, 18:04, por Ana Elisa Rocha

Meu nome é Daniel Vargas García, eu sou estudante do mestrado em Economia do Setor Público na Universidade De Quintana Roo na cidade de Chetumal no estado de Quintana Roo, México. Recentemente eu tive o interesse de fazer uma mobilidade acadêmica aproveitando as minhas capacidades e faculdades para poder internacionalizar o conhecimento que eu vou adquirindo por isso decidi tomar a decisão de fazer o processo tudo. Na minha escolha, eu encontrei à Universidade Católica do Salvador localizada na cidade de Salvador estado da Bahia no Brasil no período dos meses de Agosto até Dezembro do ano 2017; mesmo que é um país latino-americano, a idioma é diferente e isso poderia ser um problema mas eu já tinha conhecimento da língua, além disso, eu já tinha vontade há muito tempo de conhecer o Brasil. Tudo deu certo com as semelhanças das disciplinas que eu peguei tentando que ficassem próximas às disciplinas que eu teria pegado no meu curso na minha faculdade nas mesmas datas. Preciso reconhecer o apoio que me deram na minha faculdade no departamento de Cooperação Acadêmica. A manutenção foi paga de jeito próprio na realidade porque eu tinha a ideia que o melhor investimento na minha vida era na educação questão que me ajudou demais na minha formação pessoal, profissional e académica. Agradeço totalmente ao pessoal de relações internacionais, a coordenação do curso e a cada administrativo que contribuiu com a minha recepção na UCSAL. Eu me acho com sorte demais porque tive a oportunidade de ser dos primeiros estudantes da minha faculdade e de fato o primeiro mestrante que teve a coragem para fazer mobilidade no Brasil porque geralmente se pensa que a linguagem é um limite. Na realidade, eu tomei choque pelas questões culturais, ideológicas, costumes e diversidade que são bem mais diferentes, mas, na minha vida, eu sempre gostei de fazer ciosas que representassem para mim uma prova; ao começo, eu me achava com um nível ótimo de português só que não estava conseguindo acompanhar as disciplinas e depois que o tempo passou fui adquirindo, esses elementos que só na pratica podem se apresentar. Meu desenvolvimento no curso foi bem-sucedido no grau que uma das minhas professoras me fez o convite para ficar na UCSAL até com uma bolsa, mas para mim é impossível já que eu tenho o compromisso com a minha universidade mexicana. No pessoal, eu fiz boas relações de amizade e também de um jeito familiar, os meus colegas de aula se viraram meus amigos e pessoal que me alugou o apartamento foi muito receptivo mesmo do jeito que eles me incluíram nas atividades deles no cotidiano gerando confiança, harmonia, respeito, carinho, empatia, entre outras coisas o que me fizeram ter um ótimo desenvolvimento no meu próprio cotidiano. O compromisso que tenho com meu país assim como com a minha faculdade, sempre estava no meu pensamento porque qualquer oportunidade, eu falava da cultura que identifica aos mexicanos e convidava aos meus colegas, amigos e toda pessoa que falasse comigo para ter uma própria experiência de mobilidade sempre oferecendo os cursos e programas que temos na Universidade de Quintana Roo, as questões administrativas que se levam no processo segundo o que tem acontecido comigo. O meu discurso foi bem aceitado, porém, tive o convite para falar sobre internacionalização e mobilidade na Semana de Mobilização Científica (SEMOC) 2017 deixando uma semente nas pessoas que assistiram ao evento como estratégia de promoção e difusão para alunos de graduação e pós-graduação. Finalmente, eu agradeço à Universidade Católica do Salvador recomendo ela amplamente por ter um nível de ensino competitivo, especialmente falo do programa de Pós-graduação em Políticas Sociais e Cidadania que te um enfoque interdisciplinar porque as aulas são integradas por profissionistas com diversas formações, além disso, os professores transmitem o conhecimento real por ser experientes na prática é na academia. Deixo para os seguintes estudantes as portas bem abertas e a aceitação total do povo mexicano em Salvador, em Brasil é assim tenham a coragem para sair do seu cotidiano, sejam pessoas mais integrais, conetadas com o mundo, porém, mais competitivas.

L.E. Daniel Vargas García - Mestre em Economia do Setor Público