Ir para o conteúdo <!-- ClassCommunityPlugin not in a profile -->

ITCP

Tela cheia

PROGRAMA ECONOMIA DOS SETORES POPULARES

29 de Abril de 2016, 17:40 , por Ana Elisa Rocha - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 547 vezes

Itcp

 

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE COOPERATIVAS POPULARES - ITCP

 

Coordenador: Prof. Gabriel Kraychete

 

Iniciativa pioneira no Estado da Bahia, o Programa foi criado em 1999 como um Programa de Pesquisa e Extensão em Economia dos Setores Populares com o objetivo de estimular formas de trabalho economicamente viáveis e socialmente justas e a produção e aperfeiçoamento do uso de tecnologias sociais direcionadas ao desenvolvimento e sustentabilidade dos empreendimentos da economia dos setores populares. Em 2009, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) e do Programa Nacional de Incubadoras Tecnológicas de Cooperativas Populares (PRONINC) através de convênio com a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP) foi estruturada para amplificar as ações já realizadas pelo Programa Economia dos Setores Populares.

A tecnologia social desenvolvida no âmbito deste Programa embasou as atividades de capacitação dos técnicos e agentes multiplicadores dos Centros Públicos de Economia Solidária (CESOL), vinculados à Secretaria do Trabalho Emprego e Renda (SETRE) do Governo do Estado da Bahia, com conhecimentos apropriados ao estudo de viabilidade econômica e à gestão eficaz dos empreendimentos associativos populares.

O referencial teórico metodológico desenvolvido no âmbito deste Programa também inspirou o Programa de Inclusão Socioprodutiva implementado pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Social (SEDES) do Governo do Estado da Bahia[1].

Uma marca deste Programa, reforçada a partir da estruturação da ITCP, é a realização do Curso de Extensão em Viabilidade Econômica e Sustentabilidade dos Empreendimentos da Economia Popular Solidária. Desde 2003, foram quase 500 profissionais capacitados. Os concluintes do Curso realizaram os estudos de viabilidade de empreendimentos populares, beneficiando, indiretamente, cerca de 5.000 pessoas que integram estes empreendimentos.

O acervo acumulado pelo Programa ao longo desses 15 anos constitui-se numa referência para pesquisadores, ONGs, órgãos governamentais e instituições de ensino e pesquisa que atuam no campo da economia popular solidária.

Este Programa vincula-se ao Núcleo de Estudos do Trabalho (NET), que integra o Programa de Pós Graduação em Políticas Sociais e Cidadania e conta com a parceria dos cursos de graduação. Externamente, o Programa mantém relações de parceria com Instituições Governamentais, Não Governamentais e Universidades, a exemplo de: Coordenadoria Ecumênica de Serviços (CESE); Centro de Estudos e Ação Social (CEAS); Ligação e Organização (ELO); Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social (SEDES); Secretaria do Trabalho Emprego, Renda e Esportes (SETRE); Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). Estas parcerias são essenciais para a realização das atividades de formação, assessorias às organizações econômicas populares, seminários e publicações de livros

 

[1] Em 2013, o Programa Vida Melhor Urbano, inspirado nas atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas pela ITCP UCSal, recebeu o prêmio Rosani Cunha de Desenvolvimento Social. A premiação é uma inciativa do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), que visa valorizar experiências inovadoras nas áreas de assistência social.