Ir para o conteúdo

Thin logo

Tela cheia Sugerir um artigo
 Feed RSS

PREMIAÇÃO ALDIR BLANC BAHIA

30 de Junho de 2021, 12:02 , por ascom - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

A Premiação Aldir Blanc Bahia instituída pela Secretaria de Cultura do Estado, através de verba do Governo Federal, visa a concessão de prêmio aos projetos de trabalhos artísticos e culturais da Bahia.

Dentre quarenta Arquivos o LEV foi selecionado em 1º (Primeiro) Lugar na seção de Arquivos Privados, com o projeto de digitalização da documentação das “Denúncias de Crimes Eclesiásticos” e das Irmandades da Capital e do Interior do Estado. Ao todo foram digitalizadas mais de 30.000 páginas de documentos, onde estão disponíveis neste site.

Para a digitalização optamos por fazê-la com máquina fotográfica profissional, com iluminação com Filtro UV e IR em inclinação de 60º (sessenta graus) sobre o documento. Também foi utilizada lente macro de 60MM. As fotos foram salvas em formato JPG e RAW.

DENÚNCIAS

Os processos de denúncia de crimes eclesiásticos são do Séc. XVII tanto para a província da Bahia quanto das outras do Brasil, este fenômeno ocorria pois o Tribunal da Relação Eclesiástica ficava sediado na Cúria de Salvador. Como havia uma simbiose entre o Estado e a Igreja através do Padroado régio, os crimes Eclesiásticos também tinham validade na esfera cível. Esta documentação são testemunhas importantes da vida legal da sociedade brasileira.

IRMANDADES

Desde a Idade Média, a vida religiosa dos leigos foi marcada pela vivência e manutenção das Ordens Terceiras e Irmandades, também chamadas de Confrarias. Contudo essas associações tomam maior proporção após o Concílio de Trento (1545-1563) Cada freguesia ou paróquideveria erigir pelo menos uma confraria, pois elas sustentavam os pilares do ensino catequético dos fiéis, que muitas vezes eram analfabetos e adquiriram o conhecimento através das pregações e das Obras Artísticas presentes no corpo das Igrejas e das iluminuras, pois a arte religiosa era didática. As Irmandades mais abastadas possuíam suas próprias capelas filiais.

Aqui no Brasil as irmandades, principalmente as negras tinham um papel fundamental sociedade colonial, pois além de ajudar no auxílio espiritual, garantiam aos seus irmãos (associados) alguns direitos e benefícios como a garantia e custas dos ritos fúnebres e às vezes até a compra de Carta de Alforria aos irmãos escravizados.

A documentação das Irmandades é bastante variada como Despachos e Permutas, Correspondências, Atas, Compromissos, Inventários, etc.

Confira o acervo documental aqui!


CONTATOS

15 de Julho de 2021, 15:56, por ascom

Fale conosco!

Email: lev@ucsal.br 

Tel.: 3203-8946