Ir para o conteúdo <!-- ClassCommunityPlugin not in a profile -->

Planejamento Territorial

Tela cheia

Grupos de Pesquisa

7 de Novembro de 2014, 17:42 , por Igor Leonardo - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 1650 vezes

Os setes grupos de Pesquisas vinculadas ao Programa são compostos por pesquisadores, tanto da própria Universidade como de outras instituições de ensino e pesquisa e por doutorados, mestrandos e graduandos. Os Grupos de Pesquisas, são inscritos e certificados pela UCSal e registrados no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq:

 

1. Núcleo de Estudos em Tributação e Finanças Públicas – NEF

O NEF é liderado por Prof. Dr. André Alves Portella. Conta com a participação de dois doutores, dez estudantes de graduação, 6 estudantes de mestrado e 9 de doutorado, sendo que 3 são do Programa de Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social.

Destina-se ao estudo da área da Tributação e Finanças Públicas, numa perspectiva crítica, empírica, multidisciplinar, histórica e comparada. Visa abordar a relação Estado-contribuinte; as relações financeiras entre os distintos Entes da Federação dentro do atual Sistema Constitucional Tributário; o Orçamento Público e de sua relação para com a formulação e implementação das políticas sociais. São temas de interesse do Grupo: a Reforma Tributária; o Financiamento das Políticas Sociais; o estudo do financiamento público e da tributação com vistas à promoção dos direitos fundamentais, da justiça social e da dignidade humana; o Orçamento Público e participação social; e o financiamento da Previdência Social. Está aberto a professores, estudantes e profissionais das distintas áreas do conhecimento, do Brasil e do Exterior, em especial das áreas do Direito, Economia, Sociologia, Serviço Social, História, Contabilidade, Arquitetura, Geografia, Saúde, Administração e áreas correlatas.

O grupo trabalha em rede com estudantes do Programa de Políticas Públicas e Cidadania da UCSAL e o Programa de Direito da UFBA.

 

2. Temporalidades urbanas

Grupo liderado pelos Profs. Drs. Liliane Vasconcelos de Jesus e Claudio Ribeiro Santana Queiroz do curso de Letras da UCSAL. Participam do grupo dois doutores, um mestre e alguns alunos da graduação do curso de Letras da UCSAL. O grupo nasceu no contexto do Curso de Letras da UCSAL e atualmente interage com o Programa de Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social.

O Grupo de Pesquisa destina-se ao estudo das representações urbanas em textualidades modernas e contemporâneas que contemplem imagens narradas sobre a cidade, em especial Salvador. Pelo viés dos estudos urbanos, literários, linguísticos e culturais busca-se investigar de que modo os discursos que constituem as territorialidades urbanas legitimam para a cidade real uma determinada representação, possibilitando desta forma, ampliar o olhar sobre o imaginário urbano, as experiências urbanas e as diferentes territorialidades existentes na urbe. Com a instituição do grupo, espera-se promover estudos que explorem as imagens urbanas narradas pela literatura ou pelo cinema produzidas no século XX e XXI.

 

3. Desenvolvimento, Sociedade e Natureza

O Grupo é liderado pelos Profs. Drs. Cristina Maria Macêdo de Alencar e Amilcar Baiardi, ambos do PPGPTDS. É composto por seis doutores, quatro mestres, oito doutorandos e 1 mestranda (os últimos do PPGPTDS), além de vários egressos, estudantes de graduação e do ensino médio. Este Grupo de Pesquisa trabalha juntamente com o Programa de Planejamento Ambiental da UCSAL.

O Grupo focaliza relações entre sociedade e natureza com centralidade na produção material e social da vida, de modo a produzir conhecimentos que possam ser apropriados na gestão regional e urbana favoráveis à sustentabilidade sócio-ambiental. Estuda territórios contemplando a condição de ruralidade como relação mais direta com a natureza; quer como fonte de produção material, quer como referência cultural no desenvolvimento humano. A relação com a natureza qualifica o desenvolvimento humano na transformação do lugar interiorano ou oceânico; na forma de utilização produtiva ou de recreação, e como fato gerador de crime ambiental. Estabelecem-se relações entre sustentabilidade socioambiental e padrões de desenvolvimento, em torno do potencial dos sujeitos e organizações sociais na construção da sustentabilidade segundo diferentes contextos espaciais, onde se examinam especificidades do rural, da educação, do urbano, entre outros, sempre em inter-relação epistêmica

 

4. Geoprocessamento Aplicado ao Planejamento Territorial e Ambiental - GEOPLAN

O grupo é liderado pela Profa. Dra. Silvana Sá de Carvalho e tem como participantes três doutores, um doutorando (do PPGPTDS) e dois mestrandos (um deles do PPGPTDS), além de três alunos das graduações de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo.

O GEOPLAN tem como objetivo estudar como as geotecnologias podem apoiar atividades de gestão territorial. Na prática o grupo vem se ocupando de algumas produções técnicas e científicas: Produção de SIG WEB e SIB Móvel, produção de Cartografia Digital, desenvolvimento de métodos de análise espacial em Planejamento Territorial, implementação do Smart SSA - Base digital interativa de dados geográficos sobre a cidade de Salvador e sua Região Metropolitana.

O Prof. Msc. Arnaldo Bispo de Jesus (doutorando do programa) tem contado com o apoio do grupo para desenvolver o Smart Citie, plataforma de bases de dados geográficas para a cidade de Salvador.

 

5. Gestão Democrática das Cidades

O Grupo é coordenado pela Profa. Dra. Aparecida Netto Teixeira. Participam também deste grupo a Profa. Dra. Silvana Carvalho, um mestrando e dois doutorandos do PPGPTDS. Além destes, participam quatro mestres, dois especialista e seis graduandos da UCSAL.

O grupo de pesquisa, criado e certificado pelo CNPq em 2010, tem como objetivo principal investigar e discutir os processos contemporâneos relacionados à gestão democrática das cidades, compreendendo a aplicação dos instrumentos regulamentados pelo Estatuto das Cidades (2001), particularmente em relação à habitação de interesse social, acessibilidade e espaços públicos urbanos. Além disto, estão sendo desenvolvidas em parcerias com outras instituições as pesquisas: “Direito à Cidade e Habitação: um balanço do PAC - Urbanização de favelas em Salvador/BA” em parceria com a professora Patrícia Cezário da Universidade Federal do ABC e a profa. Laila Nazem Mourad do Grupo de Pesquisa Desenvolvimento Municipal/PPTDS/UCSAL

 

6. Salvador: transformações e permanências

Este Grupo é coordenado pelo Prof. Dr. Pedro de Almeida Vasconcelos e pela Profa. Dra. Maria Helena Matue Ochi Flexor. Participam do grupo cinco doutores e dois doutorandos, dos quais, um é do PPGPTDS.

Salvador: transformações e permanências e outros estudos

Responsável: Pedro de Almeida Vasconcelos

 

Desenvolve a pesquisa inédita dos Os Antecedentes do Trabalho Informal Urbano, realizada com o apoio do CNPq, com a incorporação de material levantado na pesquisa sobre Salvador, assim como outros materiais disponíveis em outras grandes cidades brasileiras; 2 - Continua à pesquisa sobre Salvador, de forma complementar, seguindo os objetivos estabelecidos desde fevereiro de 1997, onde visa: (1) ampliar o entendimento da cidade e da sociedade de Salvador; (2) detectar as principais transformações ocorridas em Salvador desde a sua fundação até o presente, procurando entender as lógicas espaciais dominantes; (3) examinar as permanências das formas construídas, que por seu caráter estrutural, resistiram às transformações ocorridas; (4) destacar os principais agentes responsáveis pelo modelamento da cidade; (5) sintetizar o crescimento da cidade por áreas, a partir da cartografia histórica; (6) comparar Salvador com outras cidades originárias do urbanismo português.

Salvador: transformações e permanências

Responsável: Maria Helena Matue Ochi Flexor

 

O projeto tem como objetivo estudar a evolução urbana de Salvador, a partir do século XIX, mostrando as transformações, no tempo e no espaço, a médio prazo, subdividindo-o em etapas compreendidas entre datas limites não muito longas. A somatória dos diversos estudos deverá resultar na projetada história urbana da Cidade. Um desses estudos está voltado para o período compreendido entre 1945 e 1970, especialmente alcançando a ação e reflexos dos projetos do EPUCS. O outro projeto trata da Antiga indústria da Península de Itapagipe: possibilidades de reconversão.

Outras pesquisas em desenvolvimento:

Cesar Romero, por Cesar Romero, por mim e pelos outros;

Concílio de Trento, as Constituições Primeiras do Arcebispado da Bahia como programa da arquitetura e arte barroca na Bahia;

História da arte na Bahia;

Repovoamento e reurbanização do Brasil no século XVIII.

 

7. Desenvolvimento Municipal

Grupo criado pelo Prof. Dr. Nelson Baltrusis, colaborador do Programa até abril de 2017 (quando faleceu) e hoje coordenado pela Profa. Dra. Laila Nazem Mourad, atual coordenadora do Programa. O grupo conta hoje com quatro doutores, um mestre, alguns estudantes de graduação, além de um mestrando do programa.

O grupo é responsável pela criação do Laboratório de Planejamento Municipal - LABPLAM do Programa de Pós-graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social. O grupo Desenvolvimento Municipal, desde a sua criação, desenvolveu e participou de projetos de pesquisa e atividades acadêmicas e técnicas com relevantes repercussões para a sociedade. Em seu primeiro ano de atuação, realizou a “1ª e 2ª oficinas de Planejamento da Bahia. O plano diretor foi aprovado, o que fazer?”, que contou com a participação de técnicos de 10 prefeituras baianas, do governo estadual e da Petrobras e Caixa Econômica Federal além de professores e alunos interessados em debater o planejamento municipal. Além da videoconferência "O tratamento do rural e do urbano nos planos diretores de desenvolvimento municipal", evento preparatório da II Oficina de Planejamento da Bahia, no qual participaram técnicos de prefeituras, pesquisadores e estudantes em Salvador, no auditório da UCSal LAPA, em Alagoinhas e Guanambi.

Já os projetos de pesquisa analisavam diferentes âmbitos da questão urbana, mas, sobretudo, a informalidade e a gestão municipal. A saber: Planos Diretores, viabilidade e aplicabilidade (2007 – 2009); Rede de Avaliação e Capacitação para Implementação dos Planos Diretores Participativos (2008 – 2010); A comercialização de imóveis populares no mercado secundário (2009 – 2011); Metrópoles na atualidade brasileira: A Região Metropolitana de Salvador (2011 – 2014); Habitat e Programas Públicos de Habitação Social na Região Metropolitana de Salvador, 2000-2010 (2011 – 2014); Planos de Habitação Social na Região Metropolitana de Salvador e as transformações no ambiente construído (2014 – 2017).

A partir de 2017, estão sendo realizadas também pesquisas sobre justiça ambiental e reabilitação de áreas centrais: “Formas de habitar social e disputas territoriais” e “O Centro Antigo de Salvador concebido como Lugar e Vetor Social”. Além disto, estão sendo desenvolvidas em parcerias com outras instituições as pesquisas: “Direito à Cidade e Habitação: um balanço do PAC - Urbanização de favelas em Salvador/BA” em parceria com a professora Patrícia Cezário da Universidade Federal do ABC e a profa. Aparecida Netto do Grupo de Pesquisa Gestão Democrática das Cidades/PPTDS/UCSAL; e, “Parcelamento do solo urbano nas capitais do Brasil: A lei e a prática”, coordenado pela professora Gisela Cunha Viana Leonelli do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura Tecnologia e Cidade da UNICAMP. Com o núcleo Salvador do Observatório das Metrópoles, coordenado pela profa. Dra. Inaiá Maria Moreira de Carvalho encontra-se em desenvolvimento a pesquisa sobre as Operações Urbanas em Salvador.