Ir para o conteúdo <!-- ClassCommunityPlugin not in a profile -->

Políticas Sociais

Tela cheia

Linhas de Pesquisa

7 de Novembro de 2014, 17:21 , por Igor Leonardo - | Ninguém está seguindo este artigo ainda.

Políticas sociais universais, institucionalização e controle

 A linha abriga estudos e pesquisas que tematizam as características e especificidades das políticas sociais universais estruturadas nos sistemas de educação, saúde, previdência, assistência, habitação e de segurança. Os modelos institucionalizados de gestão, monitoramento, avaliação dessas políticas, sua descentralização e os mecanismos de participação da sociedade civil na sua implementação e avaliação. E ainda, estudos e pesquisas voltadas para a caracterização da demanda de cada uma delas e dos processos que as engendram.

 

Estado, desenvolvimento e desigualdades sociais

 A linha agrega estudos e pesquisas que discutem a questão da integração social e as políticas voltadas para o enfrentamento da pobreza, da segregação e da exclusão como processos inerentes ao desenvolvimento do capitalismo. Neste sentido, visa produzir conhecimentos teóricos e empíricos sobre o caráter intervencionista do Estado, o que inclui esforços analíticos sobre pensamento social brasileiro [desenvolvimentista] e a análise das tensões entre a modernização econômica e a dinâmica das classes. Acolhe estudos e debates sobre a) as dinâmicas do mercado de trabalho e a reprodução da desigualdade e da pobreza; b) as formas de segregação e exclusão social sobre territórios (urbanos e rurais); c) o padrão desigual da estrutura socioeconômica brasileira considerando a matriz hierárquica da estrutura de classes, a capacidade redistributiva das políticas sociais e os direitos da cidadania. As pesquisas e debates desta linha contemplam, ainda, as repercussões da inserção brasileira (e latino americana) na ordem mundial sobre os padres de integração e modelos de bem estar dos países do Sul.

 

 Direitos sociais e novos direitos, construção de sujeitos e cidadania

 As pesquisas e estudos inseridos nesta linha remetem a) aos direitos sociais instituídos como direitos fundamentais, a sua efetividade através das políticas sociais e o debate em torno do processo de judicialização da política; b) às identidades (gênero, orientação sexual, raça e geração), a construção de sujeitos e projetos emancipatórios e sua relação com a conquista de novos direitos; c) aos direitos e políticas sociais focalizados em segmentos específicos da população, definidos em função da idade, do sexo, da raça/etnia, e de outros marcadores sociais, dentre elas as politicas de reconhecimento; d) a conquista e efetividade das novas dimensões/gerações de direitos e, e) pesquisas e estudos que focalizem os movimentos sociais; a cidadania e o controle social da ação do Estado.