Ir para o conteúdo

Thin-logo

Tela cheia

Histórico da SEMOC

15 de Abril de 2015 , por Igor Leonardo - 44 comentários
Visualizado 2485 vezes

A Semana de Mobilização Científica – SEMOC é uma atividade promovida anualmente pela Universidade Católica do Salvador, organizada e executada democraticamente pelos diversos segmentos que compõem a comunidade acadêmica (professores, alunos e funcionários).

Integrando a programação regular de atividades do calendário acadêmico da UCSal, a série SEMOC tem gerado importantes desdobramentos para o fortalecimento da ambiência acadêmica, dentre os quais se inclui o estímulo à sensibilização e mobilização dos diversos segmentos da comunidade universitária, com repercussões na produção e socialização da pesquisa científica, no intercâmbio de atividades culturais e na articulação intercampi e interinstitucional de docentes, discentes, funcionários e pesquisadores em torno das temáticas selecionadas.

A sucessão de temáticas centrais da série SEMOC demonstra um encadeamento lógico e tradutor do mérito privilegiado pela Universidade Católica do Salvador, circunscrito nas preocupações explícitas com as questões sociais e com princípios basilares de cunho universal, articulando-se, dessa forma, com a proposta pedagógica institucional, como também evidencia a tendência de colocar no centro dos debates temas de ampla abrangência, objetivando acolher a multiplicidade de áreas do conhecimento que integram o portfólio acadêmico da UCSal.

Na sequência, visando possibilitar um recorte panorâmico e cronológico sobre a série SEMOC, apresenta-se um relato sucinto sobre cada uma das edições realizadas, assim como os principais desdobramentos delas resultantes.

I SEMOC

A I SEMOC foi realizada no período de 14 a 17 de setembro de 1998, orientada pela temática central Repensando a Universidade, quando foram debatidas, entre outras questões, o estágio da produção científica da UCSal e de outras universidades baianas; o relacionamento com as instituições de fomento; a formação do pesquisador; e a responsabilidade social da pesquisa científica. Nessa I SEMOC foram inscritos 111 trabalhos de comunicação e pôster, de autoria exclusiva da comunidade da UCSal, um número tão expressivo quanto surpreendente ao se considerar ser aquele um primeiro momento de mobilização e de aferição do potencial acadêmico-científico da UCSal. Além das sessões de comunicação e pôster, a programação incluiu conferências, mesas-redondas, painéis e atividades culturais organizadas pelo Instituto de Música, congregando representantes de diversas instituições do Estado da Bahia e do Brasil.

II SEMOC

Com realização no período de 14 a 17 de setembro de 1999, a II SEMOC teve como temática central Desenvolvimento Social e Educacional em Espaços Regionais, pretendendo-se, entre outros objetivos, propiciar oportunidades de articulação interinstitucional com programas de pesquisa e pós-graduação congêneres e pesquisadores que desenvolvem trabalhos afins com a temática selecionada. Nessa II SEMOC foram discutidas questões como demandas científico-sociais para o desenvolvimento do Nordeste; rede de pesquisa e pós-graduação entre Universidades; produção de conhecimento em história social no Nordeste; grupos emergentes e pesquisa na graduação, tendo sido apresentados 132 trabalhos de comunicação e pôster, traduzindo o interesse e a participação crescentes da comunidade no evento. Além dos mecanismos utilizados na I SEMOC, foram incluídas atividades na forma de minicursos, abrangendo as diversas áreas do conhecimento, que atraíram o interesse de 305 cursando da UCSal e da comunidade externa.

III SEMOC

A III SEMOC simbolizou um momento de reflexão sobre princípios e compromissos que retratam valores de cunho universal, como o são a ética e a cidadania, vinculando-os como horizonte e como substrato que sempre deverão permear as iniciativas de natureza acadêmico-científica, quaisquer que sejam os recortes na diversidade das áreas do conhecimento. Essa foi a essência que inspirou a definição da temática Ciência, Ética e Cidadania como balizadora da III SEMOC, realizada no período de 17 a 21 de outubro de 2000. A instalação dos trabalhos nas unidades de ensino foi coordenada pelos seus respectivos diretores, focalizando a ética e a cidadania aplicadas a cada curso. Na programação geral foram incluídas discussões sobre temas como iniciação à pesquisa científica; computação, ética e cidadania; pesquisa e a construção do conhecimento; recursos hídricos e meio ambiente, destinando-se a sessão de encerramento como um tributo ao centenário de nascimento do Professor Anísio Teixeira, um dos expoentes vanguardistas da educação brasileira. Os números dessa III SEMOC evidenciaram a diversidade e a magnitude que marcaram o evento: foram 170 trabalhos inscritos para as sessões de comunicação e pôster; 22 minicursos com 26 turmas em diversas áreas de conhecimento, envolvendo 600 participantes; 43 atividades entre conferências, mesas-redondas, painéis, palestras, oficinas, workshops, lançamentos de livros e eventos culturais, além das sessões de abertura e de encerramento. No geral, a participação do público nas atividades desenvolvidas na III SEMOC aproximou-se de 2.500 pessoas.

IV SEMOC

Integrando o contexto das comemorações pelos 40 anos de reconhecimento da Universidade Católica do Salvador, a IV SEMOC ocorreu no período de 22 a 26 de outubro de 2001. Inspirando-se nessa singularidade do calendário, a Comissão Executiva preocupou-se em definir uma temática central que simbolizasse uma homenagem à aniversariante, concluindo-se pela temática Universidade e Sociedade: compromissos e desafios, traduzindo um dos ícones dentre as atribuições mais nobres das instituições universitárias, qual seja o papel que a academia deve protagonizar na interação com a comunidade em geral, particularmente em se tratando de uma organização de caráter comunitário, como é o caso da UCSal. A programação incluiu, dentre outras abordagens, discussões sobre a integração da UCSal com a sociedade; a pesquisa e a pós-graduação na universidade; a biotecnologia e seus desafios e compromissos com a sociedade; marketing político; consciência ética e responsabilidade social; cultura acadêmica hegemônica e culturas menorizadas, além de inúmeras atividades artísticas e culturais apresentadas nos salões interativos instalados nos diversos campi. Nessa IV SEMOC, a programação abrangeu 37 sessões de comunicação e pôster, com a inscrição de 123 trabalhos; 48 minicursos envolvendo 999 participantes; e 24 atividades sob a forma de mesas-redondas, conferências, painéis e palestras, registrando-se, no geral, a presença de 5.339 participantes, tanto da UCSal, como da comunidade externa, sem computar as visitas nos salões interativos, onde não houve aferição de freqüência.

V SEMOC

A V SEMOC orientou-se pelo tema O Futuro da Civilização Humana: tendências e projetos de sociedade no século XXI, constituindo-se, pela sua magnitude, um assunto de interesse coletivo e de inquestionável oportunidade. Destacando-se pela singularidade de ser um momento de abertura de inscrição de trabalhos às demais universidades baianas, a V SEMOC, realizada no período de 14 a 18 de outubro de 2002, superou todas as expectativas, consolidando o evento como uma das principais atividades acadêmico-científicas desenvolvidas no Estado da Bahia. A programação contemplou, entre outros, temas como crescimento urbano e a questão da sustentabilidade das cidades; ética e novas tecnologias como um desafio para o 3º milênio; habitação sustentável para uma nova sociedade; o profissional do futuro; tendência da arte no século XXI; massificação cultural- globalização da cultura ou cultura da globalização?; teoria política do marxismo; para além do capital. Nesta V SEMOC foram selecionados 331 trabalhos de autoria da comunidade da UCSal e de todas as demais universidades baianas, com a realização de 87 sessões de comunicação e pôster; 52 minicursos com 54 turmas, nas diversas áreas do conhecimento, com 1652 alunos; 26 atividades entre conferências, mesas-redondas, palestras e painéis, envolvendo 60 expositores/debatedores da Bahia e de outros estados; 140 atividades artístico-culturais apresentadas nos salões interativos instalados nos diversos campi; 11.300 registros de freqüência de público nas atividades desenvolvidas.

VI SEMOC

Em sintonia com o enfoque nas questões sociais predominante na sucessão de temáticas centrais selecionadas, a VI SEMOC abordou o tema Fome de quê?, colocando no centro dos debates a mais sórdida e violenta forma de agressão entre os homens – o flagelo da fome - , que continua a atingir grandes contingentes da população mundial em pleno limiar do século XXI, estimando-se que cerca de um bilhão de pessoas careçam do mais elementar requisito para dignificar a condição humana, o direito a se alimentar. Embora este fosse o eixo central, a VI SEMOC propôs –se a estimular abordagens transversais e multifacetadas sobre o tema, aglutinando as carências e demandas prioritárias da sociedade, de modo que fossem abordadas também as fomes de educação, de saúde, de emprego, de ética, de cidadania ... Nessa VI SEMOC, que ocorreu no período de 14 a 18 de outubro de 2003, foram selecionados 350 trabalhos de comunicação e pôster; realizados 57 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, envolvendo 2147 cursandos; 31 atividades entre conferências, mesas-redondas, palestras, painéis e similares; e 78 atividades artístico-culturais apresentadas nos salões interativos, totalizando, no geral, cerca de 14.000 registros de freqüência de público aos múltiplos eventos, indicadores que notabilizam a dimensão e a diversidade que vêm caracterizando a evolução progressiva da série SEMOC.

VII SEMOC

Na VII SEMOC, realizada no período de 18 a 22 de outubro de 2004, a pauta de discussões foi orientada pela temática Reforma Universitária: que universidade o Brasil quer?, traduzindo o momento de efervescência que polarizava as atenções da comunidade acadêmica brasileira naquele ano, face à preparação, pelo Governo Federal, do projeto a ser enviado para apreciação do Congresso Nacional, propondo um novo marco regulatório para o ensino superior no País. O aumento da oferta de vagas com inclusão social, as formas de financiamento, a autonomia universitária, a avaliação institucional e a função social da universidade estiveram dentre os principais pontos abordados na vasta programação de atividades, que envolveu 31 eventos no formato de mesas-redondas e palestras, 63 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, com quase 2.500 alunos matriculados, 55 sessões de comunicação e pôster, com a apresentação de 254 trabalhos (o total de inscrições alcançou 419 trabalhos) oriundos das universidades baianas e profissionais egressos da UCSal, e 149 trabalhos artístico-culturais, atividades de extensão e correlatos apresentados no Salão Interativo. No geral, a freqüência de público às diversas atividades aproximou-se de 17.000, reafirmando o interesse crescente da comunidade acadêmica e do público em geral em participar do evento.

VIII SEMOC

A VIII SEMOC, realizada no período de 17 a 21 de outubro de 2005, colocou no centro dos debates a temática Qualidade de Vida e Dignidade da Pessoa Humana. A escolha do tema é um desaguadouro natural para as questões sociais que sempre permearam as discussões na história do evento e que fundamentam o portfólio de princípios institucionais da UCSal. A grande novidade da VIII SEMOC foi a inclusão de universidades e centros de pesquisa de outros estados do Nordeste no universo de instituições credenciadas a inscrever trabalhos científicos e artístico-culturais. Outra novidade foi a criação da Jornada de Pesquisa na programação de atividades, destinada ao aprofundamento das discussões sobre a produção do conhecimento desenvolvida pelos professores-pesquisadores dos mestrados institucionais da UCSal, assim como foi criado um espaço específico para a apresentação e debates sobre os trabalhos dos grupos de pesquisa da UCSal. A vasta programação contemplou 44 atividades entre mesas de pesquisa, painéis, mesas-redondas e palestras, envolvendo mais de 130 participantes como expositores e coordenadores de mesa, com origem das universidades baianas e de outros estados, como também de outras instituições; 67 minicursos, com 74 turmas, totalizando mais de 3.100 alunos matriculados, ou seja, aproximadamente 20% de todo o quadro discente da UCSal; 65 sessões de comunicação e pôster, com a apresentação de 323 trabalhos (o total de inscrições alcançou 498 trabalhos); e 100 atividades artístico-culturais, relatos de experiências e stands institucionais compondo a programação dos Salões Interativos.

IX SEMOC

A Universidade Católica do Salvador, sempre atenta aos dilemas da sociedade contemporânea e coerente com seus princípios institucionais de valorizar o sentido da vida, colocou no centro dos debates da IX Semana de Mobilização Científica – SEMOC um tema que polemiza e integra a agenda dos clamores da sociedade, expresso na trilogia segurança, violência e drogas, dando seqüência ao mérito temático historicamente compromissado com as questões sociais e que tem contribuído para distinguir a SEMOC, ao longo de seus nove anos, como um dos mais importantes e engajados eventos acadêmico-científicos da Bahia e do Nordeste brasileiro. A programação contemplou 40 atividades entre mesas e painéis de pesquisa, mesas-redondas e palestras; 74 minicursos, envolvendo mais de 2000 alunos; 65 sessões de comunicação e pôster, com a apresentação de 310 trabalhos; e 180 atividades artístico-culturais programadas no Salão Interativo. No geral, a presença de público às diversas atividades atingiu mais de 17.700 freqüências.

X SEMOC

Realizada no período de 16 a 19 de outubro de 2007, a X SEMOC discutiu o tema Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, um debate de notória relevância e de urgente solução, pois se trata de discutir o próprio futuro da humanidade. O evento abordou sub-temas como licenciamento ambiental e desenvolvimento sustentável; bioética; agroenergia; transgênicos e agronegócio; matrizes socioambientais brasileiras; metáforas da sociedade de consumo; educação e meio ambiente; arte e desenvolvimento sustentável, entre outros. A programação ofereceu 42 atividades no formato de mesas e painéis de pesquisa, palestras, mesas-redondas e conferências, envolvendo 145 participantes como expositores e coordenadores de mesa; 61 minicursos, nas diversas áreas do conhecimento; seleção de 359 trabalhos, para apresentação nas sessões de comunicação e pôster; e mais de 100 atividades artístico-culturais programadas no Salão Interativo. A participação do público atingiu mais de 14.000 freqüências.

XI SEMOC

Na XI SEMOC foi aplicado um teste-piloto na reformulação da estrutura, no dimensionamento e na estratégia de realização da programação de atividades. O evento ocorreu de forma itinerante, um dia em cada campus, reduziu-se o número de atividades, e os minicursos foram programados em período posterior ao das demais atividades, no intuito de se evitar excesso de paralelismo e proporcionar ao público agendar com mais facilidade os eventos de seu interesse. Realizada entre 13 e 17 de outubro de 2008 (os minicursos ocorreram de forma itinerante no mês de novembro, uma semana em cada campus), a XI SEMOC teve como temática central Agenda 21: compromisso com a vida, objetivando contribuir na discussão sobre esse importante instrumento normativo da história contemporânea, legitimado na ECO-92, que assume formalmente compromissos com a reformulação da matriz de desenvolvimento para o século XXI, na perspectiva de construir o desenvolvimento sustentável que viabilize uma sociedade harmonizada com a natureza e mais humanizada, agora e para futuras gerações. Dentre os temas discutidos no evento incluíram-se: o desafio da sustentabilidade; A publicidade nos trilhos da sustentabilidade; Redução das desigualdades sociais; O Estatuto das Cidades e sua contribuição ao desenvolvimento sustentável; Novas tecnologias e produção cultural no Século XXI; Trabalho, desenvolvimento e desigualdade no Brasil do Século XXI; Agenda 21 local e sustentabilidade: avanços e desafios. Com o novo formato, foram realizadas 13 atividades entre mesas-redondas, palestras e painéis de pesquisa, 48 minicursos, 51 sessões de comunicação e de pôster envolvendo 257 trabalhos científicos, 51 atividades artístico-culturais no Salão Interativo. Como resultado, principalmente, da significativa redução na amplitude da programação de atividades, a participação do público aos eventos atingiu, aproximadamente, 7.000 frequências.

XII SEMOC

Realizada entre 19 e 23 de outubro de 2009 e inspirando-se na Campanha da Fraternidade 2009, a Universidade Católica do Salvador, cônscia da missão inerente às instituições acadêmicas de compartilhar reflexões sobre os grandes desafios e anseios da sociedade contemporânea, colocou no centro dos debates da XII SEMOC – Semana de Mobilização Científica o tema Segurança: A Paz é Fruto da Justiça, pretendendo contribuir com as discussões sobre o modelo de sociedade vigente, como também propondo indicativos para correção de rumos, sempre na perspectiva de que sejam criadas as condições objetivas para materializar as esperanças por uma vida melhor, agora e para as futuras gerações.Foram realizadas 39 atividades entre mesas-redondas, palestras e painéis de pesquisa, 35 minicursos, 58 sessões de comunicação e de pôster envolvendo 261 trabalhos científicos e 79 atividades artístico-culturais no Salão Interativo. A participação do público aos eventos atingiu, aproximadamente, 12.000 frequências.

XIII SEMOC

A XIII SEMOC também repercutiu o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010, promovida pela CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil em parceria com o CONIC - Conselho Nacional das Igrejas Cristãs do Brasil. Debatendo a temática Economia e Vida: Convergências e Divergências, a Universidade buscou contribuir nas discussões sobre o papel da economia na convivência humana, através de reflexões focadas na perspectiva de construir o desenvolvimento sustentável que viabilize uma economia a serviço da vida, criando uma sociedade harmonizada com a natureza e mais humanizada. A programação contou com 12 atividades no formato de mesas de pesquisa, mesas-redondas e conferências, 26 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, 385 trabalhos de pesquisa inscritos, originários de 15 Universidades sediadas em 8 estados da Região Nordeste do país, sendo 266 selecionados pela Comissão Científica para apresentação no evento. Excepcionalmente, não houve atividades do Salão Interativo na XIII SEMOC.

XIV SEMOC

Integrando o contexto das comemorações pelos 50 anos da Universidade Católica do Salvador, a XIV SEMOC colocou no centro dos debates uma das mais nobres atribuições das instituições universitárias, qual seja a de fomentar reflexões e ações sobre a produção do conhecimento e seus compromissos sociais. Com o tema O Conhecimento no Limiar do Século XXI, prestou-se uma justa homenagem às bodas de ouro da aniversariante, não só pelo mérito do tema em si, mas também por ser a SEMOC uma importante iniciativa institucional de possibilitar à comunidade acadêmica da Bahia e do Nordeste brasileiro, há 14 anos, um espaço de permanente revitalização nos afazeres da produção, da interação e da difusão da pesquisa científica, sempre balizando-se nos parâmetros éticos e de aprimoramento da qualidade de vida que devem nortear iniciativas do gênero. A programação da XIV SEMOC contou com 20 atividades na forma de conferências, mesas-redondas e mesas de pesquisa, 12 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, 286 trabalhos científicos inscritos pela comunidade acadêmica da Bahia e de outros estados da Região Nordeste, dos quais 181 trabalhos foram selecionados pela Comissão Científica, e 62 atividades apresentadas no salão interativo, que congrega manifestações de cunho artístico-cultural. Universidade: Casa Onde se Busca a Verdade; A Democracia Digital no Limiar do Século XXI; Novos Rumos da Justiça; Educação, Justiça e Direitos Humanos na Era dos Mercados; e O Conhecimento no Limiar do Século XXI: Fronteiras, Rupturas e Perspectivas foram alguns dos sub-temas debatidos nas conferências e mesas-redondas, que atraíram as atenções de grande público, tendo sido registrado, em apenas uma delas, a participação de mais de 800 ouvintes. No geral, o comparecimento do público nas diversas atividades do evento atingiu cerca de 7.000 frequências.

XV SEMOC

Referenciada no tema Consciência Ecológica e Sustentabilidade, a XV SEMOC retoma as discussões sobre o meio ambiente e suas transversalidades, um dos principais ícones na agenda de preocupações do mundo contemporâneo, sempre na perspectiva de problematizar modelos alternativos de desenvolvimento que revitalizem a esperança na construção de uma sociedade mais humanizada e harmonizada com a natureza, edificando, agora, as bases estruturantes para projeções do legado que se pretende destinar às futuras gerações. A programação da XV SEMOC contou com 24 atividades na forma de conferências, mesas-redondas e mesas de pesquisa, 15 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, 185 trabalhos científicos selecionados pela Comissão Científica, e 114 atividades apresentadas no salão interativo, que congrega manifestações de cunho artístico-cultural. No geral, o comparecimento do público nas diversas atividades do evento atingiu cerca de 9.500 frequências.

XVI SEMOC

A XVI SEMOC, realizada no período de 15 a 18/10/2013, colocou no centro dos debates o tema Cidadania e Juventude, integrando um contexto de importantes acontecimentos com afinidade temática que caracterizou o ano de 2013 no Brasil, a exemplo da Jornada Mundial da Juventude (coordenada pela CNBB), da ocorrência de expressivas manifestações de rua (especialmente no mês de junho) e da promulgação do Estatuto da Juventude (aprovado pelo Congresso Nacional). Com esta proposta, objetivou-se problematizar reflexões sobre a necessária e edificante cumplicidade entre uma categoria sociológica que se renova recorrentemente na prospecção do futuro que nos aguarda, a Juventude, e uma referência pétrea que sempre deverá balizar os caminhos norteadores da convivência social, na perspectiva de iluminar a qualidade de vida como inalienável pressuposto da existência humana em todas as suas dimensões, a Cidadania. Na ampla e diversificada programação de atividades, o evento abordou várias questões transversais à temática, especialmente no formato de conferências, mesas-redondas e palestras, onde foram debatidos temas como Juventude e Violências, Juventudes: desafios e projetos de vida, Juventude, Religião e Política, Juventudes Organizadas no Campo das Políticas de Juventude, Juventude e Educação, Juventude e suas Relações entre Territórios, Cidades e Educação, Juventudes, Mobilização e Redes Sociais, e Juventudes e Cidadanias, envolvendo renomados especialistas do País na área, o que assegurou elevado e enriquecedor nível nos debates. Além desses eventos, a programação constou de 34 sessões de comunicação e pôster, 15 mesas de pesquisa, 8 minicursos, 19 atividades no âmbito do eixo geral da graduação da UCSal, 5 apresentações de práticas pedagógicas interdisciplinares desenvolvidas por escolas de ensino médio, 54 atividades artístico-culturais apresentadas no salão interativo e a realização do II Colóquio Winnicott / Salvador e da I Jornada Família, Juventude e Saúde Mental. No geral, a participação do público no evento alcançou cerca de 9.000 ouvintes.

XVII SEMOC

A XVII SEMOC, em 2014, discutiu o tema Universidade e Cidade: Diálogos Contemporâneos, contribuindo para a reflexão sobre o papel da academia na resolução dos desafios que atormentam o cotidiano dos centros urbanos, de modo a mitigar os impactos na qualidade de vida da população. Contou com a participação de convidados internacionais, ampliando redes de diálogos, e incluiu na programação de atividades, a jornada acadêmica, reunindo propostas específicas dos cursos de graduação, de modo a fortalecer a identidade temática com suas respectivas áreas do conhecimento. Diálogos Contemporâneos entre Universidade e Cidade; Juventudes, Violências e Cidades; Cidade, Desigualdades e Questão Social; Metropolização e Governança Metropolitana; Cidades, Artes e Gentes, foram alguns dos temas abordados no evento. A programação de atividades envolveu 29 sessões de comunicação e pôster, com a apresentação de 125 trabalhos científicos, 38 minicursos nas diversas áreas do conhecimento, 62 atividades entre palestras, mesas-redondas e mesas de pesquisa e 145 manifestações artístico-culturais apresentadas no salão interativo, atingindo, no geral, cerca de 6.200 frequências de público nas diversas atividades.

O conjunto de 3.900 trabalhos apresentados nas dezessete edições da SEMOC explicitou o potencial da comunidade acadêmica nordestina e nacional e as especificidades de sua vocação para a pesquisa, tendo-se destacado, particularmente no caso da UCSal, as áreas de ciências ambientais, ciências da saúde e de ciências humanas e sociais como as de maior concentração, o que se constitui um importante indicador para subsidiar a política institucional de pesquisa e pós-graduação. É importante assinalar que a amplitude progressiva da SEMOC sintoniza com os indicadores qualitativos resultantes da avaliação aplicada junto ao público participante, com destaque para o reconhecimento sobre a importância do evento, que tem oscilado, em média, em torno de 95% de aprovação.


44 comentários

Enviar um comentário
  • 72332d73b0a0c4dbd32ce3e8d7893241?only_path=false&size=50&d=404André Nobre(usuário não autenticado)
    21 de Novembro de 2015, 23:22

    Trabalho Selecionado

    Olá boa noite, perdi um artigo meu publicado no VI SEMOC em 2003 e agora estou precisando de uma cópia para participar de um concurso. Onde posso conseguir uma via. Não consigo encontrar os anais. O Título do meu trabalho era A Importância da Química no Cotidiano da Construção Civil. Grato pela atenção André Nobre


  • Dc389fb2bb9391bbb1bf9a2f24332f4f?only_path=false&size=50&d=404MARGARIDA AMELIA DA CONCEICAO(usuário não autenticado)
    7 de Abril de 2016, 9:04

    IMPRESSÃO CERTIFICADOS

    Senhores,

    Gostaria de saber como faço para imprimir os certificados dos mini cursos e palestras de outubro do ano 2015.
    aguardarei portanto, o vosso pronunciamento


  • C25ad0197b85910e4b337372aab1e47d?only_path=false&size=50&d=404Yuíne Souza(usuário não autenticado)
    11 de Novembro de 2016, 18:40

    IMPRESSÃO CERTIFICADOS

    Olá, gostaria de saber como faço para ter acesso a impressão dos certificados de um dos mini cursos do ano de 2016.


Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.